The Beauty Routine

Protectores Solares: (quase) tudo o que precisam de saber (Parte I)

Para começar, existem dois tipos de raios ultravioletas que interessa analisar. Adivinham quais são? Sim, esses mesmo: os UVB e os UVA.

Os raios UVB são os principais responsáveis ​​pela vermelhidão e queimadura das camadas externas, bem como de danos celulares na pele. E já sabemos (espero que saibam) que os danos das queimaduras solares UVB podem causar cancro da pele. Os  raios UVA, os raios que nos fazem ficar bronzeadas, logo, os nossos favoritos, penetram mais profundamente na pele e são os responsáveis pelo envelhecimento da pele a longo prazo, pelo surgimento de rugas e aparecimento de radicais livres – ou seja, não são assim tão amigáveis como pensávamos.

Acredita-se que os raios UVA são responsáveis pela forma mais agressiva de cancro de pele, o melanoma. Para lembrar facilmente os efeitos dos dois tipos de raios ultravioletas, pensem: UVB de Burning  e UVA de Aging.

Dito isto, a tarefa mais importante de um protector solar eficaz é atingir e manter a protecção de largo espectro (isto é, efectivamente mitigar os efeitos nocivos dos raios UVB e UVA)

Preocupação #1

Apesar de uma crescente consciencialização na utilização de protectores solares, o número de doentes com cancro da pele continua a aumentar. Claro,  as más línguas já culpam os pobres protectores porque têm isto e aquilo, bla bla bla… os ovos também provocavam colesterol, mas afinal era colesterol bom e os telemóveis, ouve-se dizer, provocam cancro no cérebro. Certo. A verdade é que de todas as (raras) vezes em que estou ao sol mais de 20 minutos sem protector, fico vermelha com a pele a arder… enfim, com queimaduras aka escaldões. E isso, definitivamente, não é bom sinal.

Claro que existirão  factores que justificam este aumento e  provavelmente nada têm a ver com o creme em si, ou a sua composição, mas sim com a nossa (errada) aplicação. Isso e o facto do sol estar cada vez mais forte e a camada do ozono cada vez mais permeável, mas também já sabem isto.

 

Preocupação #2

O número do FPS (Factor de Proteção Solar), apenas se correlaciona com a protecção UVB. Além disso, não há nenhum sistema de classificação padronizado para protecção UVA, nem grandes requisitos regulamentares neste âmbito (existe um sistema de estrelas mas ao que parece nem todos os seguem). Ou seja, muitas vezes compramos gato por lebre (como verdadeira cat lover que sou, odeio este ditado), e a culpa não é só nossa: é que vemos prateleiras e supermercados cheios de protectores solares com SPF altíssimo, e ficamos contentes, cheias de moral “Ah, eu uso sempre SPF 50!!” – mas nem nos damos conta da fraca (ou inexistente) cobertura contra os raios UVA – os tais que causam o envelhecimento da pele e melanomas.

 

Preocupação #3

Os testes que determinam o nível de protecção do creme são realizados em laboratório, utilizando uma determinada quantidade de produto. Sim, adivinharam, é aquela quantidade de produto que ninguém aplica na prática. Para terem uma ideia, no geral, aplicamos apenas 1/4 do que é considerado suficiente, o que reduz drasticamente  o índice de protecção. Assim, por sermos “poupadinhos”, transformamos aquele SPF30 num SPF5 que não protege nem dentro de casa.

 

O que fazer?

 

1. Escolham um protector solar de largo espectro (isto é, que tenha protecção UVA e UVB).

Não se fiem nos rótulos, para terem a certeza que o creme que estão a comprar  vos protege contra ambos os tipos de raios solares, dêem uma olhadela na lista de ingredientes: existem apenas 4 ingredientes activos que protegem contra os raios UVA –  Avobenzona (Parsol), Mexoryl SX, Dióxido de Titânio (Titanium Dioxide) e Óxido de Zinco (Zinc Oxide). Destes quatro, o óxido de zinco é o único activo que por si só oferece uma proteccão de largo espectro, bloqueando fisicamente toda a gama dos raios UVA e UVB (procurem por uma percentagem superior a 18%).

 

2. Prefiram um SPF30.

Cuidado com números inferiores ou superiores, SFP de 5 a 15 são uma piada de mau gosto. E quanto àqueles SPF 90 ou 100… há que perceber que  é amplamente aceite que um SPF 30 é a referência necessária para fornecer protecção UVB adequada. Não vale a pena gastar dinheiro e acreditar que com um SPF 50 ou 100 estão assim tão mais protegidos. Porquê? Em testes controlados, ficou provado que  protectores solares de SPF30 filtram cerca de 97% dos raios UVB, enquanto que os de SPF50 filtram apenas  mais 1% –  isto é de 98% dos raios UVB. Já os protectores com SPF 100 oferecem apenas mais 2% que os SPF30, ou seja, 99%. Entendem o quão enganador isto pode ser?

Na vida real (leia-se “fora dos laboratórios”), é altamente improvável que  se consiga atingir uma protecção contra os raios UVB  superior aos 97%. Já para nem falar na falsa sensação de segurança que um SPF de 50 ou 100 nos dá, e nas escolhas erradas que isso nos faz tomar, levando-nos a crer que podemos estar a torrar durante mais tempo, ou nas piores horas…

 

3. Water Proof?

Aahahaha Esqueçam! O protector não vai sobreviver a mergulhos de mar. Não se ponham com ideias, a sério, isso de ser waterproof é treta. Quer apenas dizer que o protector é resistente à transpiração ligeira e moderada, à humidade do ar, e vá, sendo generosa, a alguns salpicos. Por isso, não basta aplicar o protector solar uma vez, de manhã quando chegam à praia – é preciso aplicá-lo a cada 2 a 3 horas enquanto se está ao sol e sempre, sempre, sempre que forem ao banho!

 

4. Quando aplicar?

No caso do protector solar ser químico (e estamos a falar de quase todos), é OBRIGATÓRIO que seja o primeiro produto a ser aplicado na pele. Sim, antes do hidratante, sérum, creme de olhos… antes do que quer que seja! Os químicos que fazem com que o protector solar nos proteja do sol precisam não só de estar em contacto directo com as células da pele, mas também de ser absorvidos por ela (o que demora cerca de 15 a 20 minutos), para que possam neutralizar os raios de sol.

No entanto, no caso de utilizarem algum à base de titanium dioxide ou zinc oxide – os protectores chem free, físicos, ou de base mineral –  por não terem uma acção química, mas sim física, reflectem, literalmente, os raios de sol e nesse caso não é relevante se são aplicados antes ou depois do hidratante, base, sérum ou qualquer outra coisa que entendam besuntar na cara.

 

5. Não sejam sovinas, apliquem a quantidade correcta.

Para que o protector solar possa ser eficaz como anunciado, não podem poupar na aplicação. É para besuntar mesmo!  Para o rosto, orelhas e pescoço, a quantidade aconselhada é o equivalente a uma colher de chá (não levem colheres de chá para a praia). Utilizar menos do que a quantidade recomendada reduz drasticamente a capacidade do filtro solar em proteger a pele.  Para o resto do corpo, é aplicar o que normalmente aplicariam, vezes três! E não se esqueçam dos pés!

Se vão usar protectores solares não químicos (“físicos”, com base em minerais), não precisam de aplicar tanta quantidade,  já que eles criam uma espécie de filme, que mesmo fino se traduz uma barreira bastante eficaz.

 

6. Aplicar cedo, aplicar novamente as vezes que forem necessárias.

A grande maioria dos filtros solares  a aplicação, pelo menos, 30 minutos antes da exposição ao sol para ser eficaz. A redução deste período de tempo vai reduzir a eficácia do filtro solar. Esta regra é mega-hiper-super importante e eu sei que ninguém a respeita. Ao menos sejam lógicos, é muito mais prático fazer a primeira aplicação em casa, enquanto vestem o bikini do que depois na praia já com as mãos cheias de areia! E se como eu, vêm os anúncios de telemóveis e cervejas que dão no verão em que  uma miuda gira está deitada na praia, com um bikini giríssimo e um cabelo perfeito e desejam estar na pele dela enquanto um surfista bronzeado – provavelmente australiano – lhe espalha protector solar nas costas de uma forma sexy mas não demasiado, façam um favor a vocês próprias e tornem-se nessa rapariga reaplicando o protector a cada 90 minutos. As probabilidades de aparecer um rapaz engraçado para vos ajudar na tarefa vai aumentar significativamente.

 

O protector solar deve ser encarado como a última linha de defesa, não a primeira! Portanto, evitem longos períodos de exposição, sobretudo nas horas do cancro, usem chapéus bonitos, procurem beber aquela caipirinha à sombra… ao contrário da crença popular, aplicar um pouco de protector solar não vos vai manter totalmente protegidos, longe disso.

 

Uff, leram tudo? Eu sei que não está aqui tudo o que interessa e gostava de continuar a falar sobre este assunto nos próximos posts por isso se ficaram com dúvidas, se quiserem partilhar alguma informação, ou se simplesmente me quiserem corrigir, façam-no nos comentários e continuamos a discussão num próximo post, o que acham?

 

DISCLAIMER: Sou só uma miúda como vocês. Ano após ano, sinto tanta dificuldade em perceber isto dos protectores, factores de protecção, o que está certo e errado,  como fazer e como não fazer, que senti necessidade de fazer uma pesquisa mais intensiva pela net. Os sites que visitei – e a coerência entre eles – levam-me a crer que a informação que está neste post está correcta. Mas lá está, isto é só a pontinha do iceberg! Corrijam-me e completem-me! Também quero aprender convosco. :)

 

 

 

 

50 Comments

  1. xana
    May 29, 2012

    Eu li tudinho!!! Este post devia ser leitura obrigatória Maria!!!! Acreditas que me esclareceste em imensas coisas – e eu ando bastante paranóica com este assunto!! E mesmo assim, apesar dos óptimos esclarecimentos que deste, a ultima parte diz TUDO! Eu levo sempre chapéu de sol, sento-me à sombra na cadeirinha (e com um outro chapéu na cabeça), e só apanho sol quando vou tomar banho (e na altura de secar).

    Aguardo ansiosamente o seguinte!!!! :)

  2. maria
    May 29, 2012

    li tudo tudo!é daquelas coisas que acho que todas queremos saber :) eu então, que tenho imensos problemas de pele! blergh! keep on!!

  3. Diana Teodoro
    May 29, 2012

    Olá! Adorei o post! Muito bom mesmo! ;)
    Já faço a maioria das coisas para me proteger do sol. Nem sei como é que me bronzeio sempre debaixo do chapéu de sol e a pôr creme a toda a hora. Só não tenho tomado muita atenção aos raios UVA. Tenho de investigar melhor quando comprar um novo creme. Aproveito para relembrar que proteger os olhos também é muito importante e por mais fofinhos e fashion que sejam aqueles óculos de 10€, vale a pena investir nuns com protecção.
    Beijinhos,
    Diana do http://thegirlwhocouldntbeafashionista.blogspot.com/

  4. Vera Isabel
    May 29, 2012

    Gostei imenso deste post. Muita informação útil (que não sabia) e tudo bem explicadinho. Obrigada, Maria!

  5. Vanessa Almeida
    May 29, 2012

    Como sempre, bastante informativo!

    waitting for part II!

  6. voo27
    May 29, 2012

    Excelente. Tanta coisa que eu não sabia!! Obrigada :)

  7. inversiva
    May 29, 2012

    Este post devia ser divulgado no telejornal!!!
    Nunca tinha lido nada tão completo e informativo sobre este tema, gostei mesmo muito e aprendi mais umas quantas coisas. Tenho é pena que todo este material valioso que divulgaste vá entrar a 100 e sair a 1000 a muitas miúdas parvas, que só pensam em óleos de fritar e praia das 12h às 16h….

  8. Cátia
    May 29, 2012

    Este post trouxe-me duas coisas:
    1) Informação suuuper útil
    2) Risos e mais risos

    É por isto que eu gosto tanto de te ler, Maria (:

    Descobri que o meu protector está mais que apto para o verão: protege eficazmente dos raios UVA e UVB (sim, fui ler os componentes e os de UVA estão lá, yes!).

  9. S.
    May 29, 2012

    Obrigada por este post!
    Aprendi imenso!
    Sou daquelas que só leio no rótulo SPFXX e chega..agora vou estar com mais atenção! ;)
    beijinho
    S.
    A COZY BOX

  10. Sílvia Ribeiro
    May 29, 2012

    Li tudinho!
    Eu sou daquelas meninas branquinhas qe demoraram o verão todo a ficar um pouquinho bronzeada. Confesso que várias xs tentei por-me a torrar durante as horas de cancro e como tu disseste e muito bem, mesmo com protector faz um mal terrível.
    Gostei do pormenor dos ingredientes, vou passar a ter em atenção isso.

    Gostava de ver quais são os teus protectores preferidos e quais os que usas. Se puderes faz um post com isso, mas só se puderes ;)

    Beijinhos

  11. Catarina
    May 29, 2012

    Adorei ler, sobretudo factos dos quais desconhecia! Divertido, mas muito útil e informativo, alias como todo o TBD :)
    Gostava só de pedir para conheçer quais os protectores da tua eleição!

  12. at beleza
    May 29, 2012

    Com o tempo tornei-me obcecada com protectores, desde encontrar o certo (especialmente para a cara, que resulte bem com maquilhagem) a perceber todos os sítios onde aplicar (orelhas, parte de trás do pescoço, etc), passei a ter muitos mais cuidados com o sol! Quer dizer, claro que gosto de praia, de apanhar um bocadinho de sol, de ficar com uma pele levemente bronzeada, mas na realidade passei a proteger-me muito mais. Raramente me deixo estar ao sol, o protector é uma preocupação diária e a pele tornou-se um branco fantasmagórico que acaba por ser mais fácil de maquilhar do que um escaldão :)
    Não é segurança total contra cancro de pele, mas todos os cuidados ajudam e também melhoram a possibilidade de a pele não envelhecer tão cedo!

    Beijinhos

  13. Sara
    May 29, 2012

    Este post está optimo. Esclarece-nos as duvidas de uma forma muito simples, e ainda, com um certo humor :) Gostaria de te pedir que para o próximo post nos desses umas sugestões de que protector solar comprar, quais os melhores no mercado e com preços em conta. Obrigada
    beijinhos

  14. Mia
    May 29, 2012

    Gostei muito do post Maria, mas há uma regulamentação para a “medição” da protecção UVA, simplesmente ninguém a usa! Mas está escrita na lei. Em relação a SPF superiores a 50, cá em Portugal e em toda a Europa não existem pois foram banidos por não haver prova científica. Tens razão quando dizes que se deve aplicar primeiro o protector, mas se aplicares depois do hidratante ele também vai contactar com as células e ser absorvido ;). Muito informativo, acho que toda a gente devia estar alerta para isto!

    Beijinho

  15. Isabel
    May 29, 2012

    Informação preciosa esta que nos dás Maria!
    Aliás, tal como diz a Xana – devia ser mesmo de leitura obrigatória de tão fundamental que é para todas e todos.
    Como sou branquinha desde sempre que tenho imenso cuidado com a protecção solar, não me interessa nada se fico bronzeada (apesar de invejar imenso aquelas peles morenas lindas de morrer).
    Já partilhei pelo Facebook :)

    Beijinhos***

  16. Joana Richard
    May 29, 2012

    FINALMENTE!!!!!! Alguém diz o que digo sempre e deve ser dito…

    Como tenho pele mista muitas vezes (principalmente no verão) o próprio protector solar funciona como o meu hidratante, pois eu acredito que uma pele saudável passa por uma muitissimo boa limpeza de manha/noite, boa esfoliação e protecção ao sol!

    Mas claro se um amigo vir o que estou a escrever ri se de tantos cremes e seruns que tenho no wc eheheheh eu adoro experimentar tudo o que seja light, pois para mim não há routina, há o que acho que a minha pele precisa nesse dia.

    Parabéns pelo post ;)

  17. Patricia Bastos
    May 29, 2012

    Eu li tudinho e devo dizer que nunca li nada tão completo…a sério, isto devis ser do conhecimento de todos e vou já passá-lo a minha máe e amigas que não leem blogs. Obrigada e um beijinho.

    Dica: Próximo post fala de quais os teus protectores preferidos, que saibas que já contenham os ingredientes necessarios para protegerem. Fico atentissima. :)

  18. Cat
    May 29, 2012

    Muito bom! Adorei este post ;) Tanta informação útil e, ainda por cima, mesmo em boa altura para mim, que estou a precisar de comprar um novo protector. Agora vou muito mais informada. E eu bem preciso destas informações porque sou mais branca que a própria da Branca de Neve! Obrigado Maria.

    Beijinhos***

  19. Lou
    May 29, 2012

    E por falar em protectores, no sábado comprei um protector la roche posay factor 50 para pele sensível e ofereceram um après-soleil da mesma linha. É aproveitarem se a promoção ainda continuar : )

  20. Sara
    May 29, 2012

    Acho que no próximo post devias falar de prazo de validade dos protectores solares. Tenho amigos que se sobrar creme nesse Verão guardam-no para usar no ano seguinte!
    Exelente pos!!!

  21. Sara Tenente
    May 29, 2012

    Post interessante…eu aplicava o protector sempre em cima do hidratante, creme de olhos e afins… Alguém sabe aconcelhar um protector de rosto para peles oleosas?

  22. Joana Esteves
    May 29, 2012

    Maria, este post é mesmo muito útil e interessante! Agora tentando ir de encontro à prática: que protetores solares aconselhas? Quais são os que vão de encontro a uma proteção total e eficaz? :)

    • Maria
      May 29, 2012

      Olá Joana, vou fazer um apanhado para um próximo post! bjo

  23. Catarina
    May 29, 2012

    li do início ao fim, e adorei todas as dicas. Como sou muito morena, desleixo-me completamente na aplicação do protector, porque acho que nunca apanho escaldões. Agorei sei o perigo que corro! Obrigada pelas dicas!

  24. Ana
    May 29, 2012

    A informação sobre os UVA é completa novidade para mim! E muito importante! Até agora só vi no rótulo se teria protecção UVA e se calhar saí muito enganada em algumas situações…
    O posto está completíssimo, só acho que falta uma pequena informação, se me permites.
    Em relação ao SPF, também têm a ver com o tempo que podemos ficar ao sol antes da pele queimar. Uma pessoa que demora cerca de 10m a ficar com a pele vermelha quando fica ao sol sem nenhuma protecção, ao usar um protector SPF30, “pode” ficar 30×10 minutos (ou seja, 40) ao sol. Se demora 20, com um SPF 50 “pode” ficar 20×50 (ou seja 100) e por aí. Claro que o pode está entre aspas, precisamente pela falsa ilusão de protecção, porque nas horas em que os UV estão muito fortes não se deve apanhar sol, nem com protecção, bem como a exposição nunca deve ser demasiado prolongada…

    http://beauteetgourmet.blogspot.pt/

    • Maria
      May 29, 2012

      Olá Ana! Sim, tens razão!!!

      Como estava a dizer a outra menina no facebook: SPF refere-se à quantidade teórica de tempo em que podes permanecer ao sol sem te bronzeares. Por exemplo, usar um SPF 15 permite em teoria ficar ao sol 15 vezes mais do que poderias ficar sem protecção. Se a tua pele começa a ficar vermelha em 20 minutos sem protetor solar, aplicar um produto com SPF15 aumenta esse tempo por um factor de 15, o que significa que podes apanhar sol durante 300 minutos sem escaldar.
      Uma coisa diferente é a percentagem de raios que são filtrados (durante esses 300 minutos), e foi disso que falei no post.
      Porque há uma variedade de factores que determinam a eficácia do protector solar (sobretudo o teu tom de pele natural, a hora do dia, etc) os números SPF não devem ser um guia para o tempo em que podemos torrar ao sol (até porque como expliquei no post, o factor 90 protege quase tanto quanto o factor 30).

  25. Ana
    May 29, 2012

    Desculpem alguns erros e lapsos na mensagem anterior

  26. Miss Butterfly
    May 29, 2012

    Gostei muito do post! Muito esclarecedor! Obrigada :)
    Eu também tenho imensos cuidados com o sol (uso protector solar todo o ano), sou muito branquinha e tenho muita tendência para ganhar sardas e manchas, por isso tenho que ter cuidados redobrados!! Quanto ao que falaste aqui neste post, já conhecia quase tudo, apenas era novidade para mim quais os protectores que protegiam contra os UVAs, mas agora vou ter esta informação sempre em conta na hora de comprar um novo protector solar ;) Obrigada mais uma vez por partilhares conosco as tuas “sabedorias” :)

    Beijinho*

    http://missbutterflyyy.blogspot.pt/

  27. Cuca C.
    May 29, 2012

    Mas que belo post, alguma informação já sabia e tenho muito cuidado, porque tenho imenso medo! É a mesma coisa que deixar uma grande quantidade de protector, não protege. ;)**

  28. T.
    May 29, 2012

    Adorei o post, tem informação bastante útil que eu desconhecia na sua maioria. Pelo senso comum, conhecia os cuidados básicos mas nada tão aprofundado como sei agora (aquela coisa do SPF é mesmo enganadora, não chega por si só).
    Apesar de saber e ter consciência de todos os riscos, tenho um enorme problema (que sou a primeira a admitir) sou viciada em bronze. Todos os anos penso que me vou proteger mais mas isso nunca acontece, é como se fosse um vício como outro qualquer, mas este é apenas sazonal. Custa-me horrores pôr creme protector e penso que isso vai impedir que me bronzeie, o que me apavora. Muita gente acha isto ridículo e se calhar até é, mas muitas vezes não consigo ultrapassar isto e acabo por correr sérios riscos com o sol. Gosto de passar horas a tostar, com bronzeador ou até óleo e sei que isso não é nada saudável mas parece que nessas alturas a minha prioridade é apenas bronzear-me. Talvez o expliques no próximo post mas gostava que me dissesses, com a mesma clareza e explicação destas informações que agora deste, se seguindo todas estas dicas, com todos este cuidados, conseguiria realmente bronzear-me na mesma. Obrigada.

  29. Filipa Moreno
    May 29, 2012

    Muitos parabéns pelo artigo!
    Toda a gente devia saber tudo o que escreveste, o risco de cancro da pele é mais real do que as pessoas contam e, infelizmente, continua a existir quem ainda não sabe proteger-se do sol…
    Espero que este post tenha ajudado muita gente a escolher a melhor protecção… e agora é connosco partilha-lo com os nossos amigos e conhecidos.
    E claro, nunca esquecer que o melhor é sempre evitar a exposição solar excessiva!
    =)

  30. C
    May 29, 2012

    Óptimo post! Adoro sol, adoro praia e confesso que, apesar de branquinha, passo muitas horas no sol! Mas sempre com um bom protector (UVA e UVB) e sempre sempre com um chapéu de sol.
    Talvez esteja na hora do chapéu de sol se tornar um acessório cool… Lembram-se quando há uns anos atrás a lux woman ofereceu os chapéus de sol às bolinhas? Foi ver as miúdas o verão todo a aproveitar a sombrinha daquele chapéu tão cool!

    http://justanotherfblog.wordpress.com/

  31. Sofia
    May 29, 2012

    O que tu chamas de “pontinha do iceberg” eu acho que já é o suficiente para as pessoas perceberem que têm que põr sempre protetor solar e devem evitar eposições prolongadas ao sol

  32. Melody
    May 29, 2012

    Li tudo tudo tuuuuuuudo. E este post pode ser muito útil. Branquinha como sou, lutei muitos anos contra o sol. Fosse como fosse, chegava sempre a casa feita lagosta. Mas, depois de adoptar muitos dos hábitos que aqui falas, notei que o erro era meu. E que a culpa de passar de lula a camarão era só e apenas MINHA. E acredito que, como eu, há muito mais meninas a fazer a rotina toda errada. Por isso, ÓPTIMO POST MARIA! :)

  33. S.
    May 30, 2012

    Hey, eu sou daquelas pessoas que usa protector solar do Verão passado… :/

  34. Diana Leite
    May 30, 2012

    Estava meeeesmo a espera de um post sobre isto!!
    Os meus amigos dizem que sou a maníaca do protector solar, porque estou sempre a dizer paa reaplicarem… e se demorarem muito a faze-lo, eu mesma lhes atiro protector para cima!!!
    Óptimo post!!

  35. frenchlittlething
    May 30, 2012

    I porque ninguem quer ficar assim: http://frenchlittlething.blogspot.it/2012/05/fairest-of-them-all.html , o bronzeado que nós latinos gostamos tanto está completamente out, uma cor saudável e o brilho natural da pele estão in. Post super útil. Só faltou dizer que os quimicos zinco e outros tais funcionam e são utilizados nos protectores solares fabricados na Europa. Cuidado porque nos USA não estão autorizados a utilizar certas substancias e por isso não são tão eficazes como os protectores fabricados na Europa.

  36. Joana Guerreiro
    May 30, 2012

    Podias sugerir um bom protetor solar para peles oleosas por favor? Eu acabo por usar pouquíssimo protetor na cara porque ainda não encontrei nenhum que fosse realmente apropriado para peles oleosas!

    Beijinhos :)

  37. Sara
    May 30, 2012

    Adorei o post. Estou ansiosa pela 2ª parte e espero que tenha sugestões de bons protectores solares :) e acessíveis à carteira ;)
    olha que para a semana já conto apanhar um solinho, por isso vou andar sempre aqui caidinha a ver se já sugeriste o que devo comprar :) *

  38. Joana
    May 30, 2012

    Maria, bom post! :) falamos disto no instagram há uns tempos (verão passado?) porque o teu kit solar é muito parecido com o meu. Eu ganhei o habito do protector solar desde sempre e herdado da família, porque passar a infância no sítio da Europa com mais índice UV é duro, para tu veres o meu irmão leva com protector na cara ate para ir para o infantário… Quanto à durabilidade dos protectores solares: uma professora minha de dermato cujas aulas eram autênticos posts para o TBR) falou-nos nisso – a verdade é que se bem acondicionados num sítio sem humidade ou exposição solar (nao vale o wc portanto), o fps nao se perde de um ano para o outro na maioria, mas depende das marcas e da textura do creme. Tenho reparado e a maioria mostra aquela tampinha com a validade que nos ensinaste há muitos posts atras. *

  39. Kate
    June 1, 2012

    Que post maravilhoso Maria, devia ser obrigatório lê-lo!! Conseguiste fazer um apanhado de tudo o que é importante quando falamos de protectores solares, e fizeste-o de uma forma leve e divertida:). Adorei o post e li tuuuudo!! Depois disto acho que todas vamos ter mais atenção e olhar bem para os rótulos dos protectores ;)**

  40. TeamGunn
    June 2, 2012

    O que me custa mesmo é ler ( leitura de bloggers… Verídico) que há meninas que continuam a nao utilizar protectores solares. Fico doente quando leio isto. Li tudo e sim interessou me muito…

  41. szofi
    June 3, 2012

    Olá Maria!
    Parabéns pelo post, este é um assunto importantíssimo, que tu explicaste de uma forma simples e prática, tenho a certeza que elucidaste milhares de pessoas, e que este ano muitas meninas vão ter muitos mais cuidados na praia!
    Apenas adiciono um bocadinho de informação: a regulamentação dos filtros solares difere de continente para continente, e na Europa a regulamentação é feita através da escala COLIPA, portanto, em território Europeu, a partir de 2009 não vais encontrar nenhum protector solar com a designação “spf100″, “spf70″ porque essa escala considera que o índice de protecção atribuído por esses factores não tem uma progressão real (ou seja, do 50 pro 70 sobe, teoricamente 20, mas não sobe tanto como os +20 do 20 pro 40, expliquei-me?), portanto, todos esses protectores solares “acima de 50″ passaram a ter a designação “spf50+”. Isto tem haver com o facto da escala ser logarítmica, enfim, complicações matemáticas ;p
    Por outro lado, um dos melhores filtros químicos que existe e que tu mencionaste, o Mexoryl, não é vendido nos EUA. Este é um exemplo das grandes disparidades entre o que é aceite como correcto em protecção solar entre os continentes. Fica um alerta para as pessoas que vão de férias: comprar sempre os protectores em Portugal, porque os melhores protectores são aqueles que estão abrangidos pela legislação Europeia e Japonesa!
    Para terminar, quanto à escala de medição de radiação UVA, existem dois tipos de escalas, a qualitativa, com “cruzes” que está presente, por exemplo, nos produtos da kiehls, em que +++ é o máximo de protecção. Mas há escalas melhores, numéricas, como a escala PPD, que são seguramente melhores. A título de curiosidade, os solares que têm maior protecção UVA do mercado, e que por isso protegem mais contra o envelhecimento, são os da Bioderma (e podes ver lá o índice PPD, que vem mencionado).
    Desculpa pelo testamento, espero ter sido útil!
    Beijinho**

  42. Ana
    June 4, 2012

    Eu uso todos os dias o mineral SPF do Peter Thomas Roth para peles oleosas (http://www.salonskincare.co.uk/product_info.php/manufacturers_id/145/products_id/16352). Alem de controlar os brilhos, fornece proteccao solar e e muito facil de aplicar. O Primer+SPF do meu adorado Dr. Obagi (ZO Skin Health: http://www.faceandbody.co.uk/catalog/zo-skin-health/zo-oclipse-sunscreen-primer-spf30-obagi) tambem e para mim o melhor protector solar para peles oleosas. Um luxo porque protege e trata a pele. Alias, para peles oleosas ou com acne, de quem ja experimentou tudo e ja fez Roacutan umas 10 vezes… a linha Clenziderm do Dr. Obagi e revolucionaria! Nao ha igual! (http://www.facethefuture.co.uk/shop/obagi/obagi-clenziderm/obagi-clenziderm-starter-kit-for-normal-to-oily-skin/prod_307.html). Fica a dica!

  43. Ana
    June 4, 2012

    Mais dicas para peles oleosas: os produtos d La Roche Posay. E quem tem pele sensivel nao deve NUNCA usar cremes de anos anteriores. Tanto que se formos aplicadas na aplicacao, eles nao deveriam mesmo sobrar, ne? E agua termal da Roche Posay ou da Avene. Outra coisa que eu faco e usar os mesmos produtos que ponho na cara, no peito tambem. E mania, mas acho que o colo do peito mostra muito a idade tambem… Infelizmente quando era mais nova fiz alguns disparates e tenho as marcas para me lembrar deles. Achava que o sol secava as borbulhas, mas e so uma ilusao…

    Outra dica e por o creme antes de por o bikini, em casa! Eu para nao sentir aquela pressao do bronze, de estar branca quando toda a gente esta queimada, costumo fazer jet bronze antes d ir se for so para um fim de semana. Quando sei que vou estar de alguma forma muito exposta ao sol durante 1 ou 2 semanas, faco umas sessoes de solario espacadas nas duas semanas antes com muito protector solar para activar a melanina e nao ser um choque grande para a minha pele quando ficar mesmo exposta ao sol.

  44. RougeDessin
    June 13, 2012

    Sem dúvida uma leitura obrigatória para TODOS! Eu sou um bocadinho descuidada: partilho a tez com a Branca de Neve e mesmo assim quero ficar bronzeada como a Pocahontas -.- Impossível, right? Este ano vou-me prevenir tomando um suplemento baseado em vitamina A ou aqueles com os nomes esquesitos. Para quando um post acerca disso? (caso tenhas desculpa, devo ter pesquisado mal!)

  45. Luisa Cativo
    June 22, 2013

    Este ano acho que vou investir na Organii e encher-me de coisices biológicas. Fizeram milagres ao meu cabelo (pela primeira vez desde sempre não está com as pontas tão secas ao ponto de me fazerem espirrar) e estou com esperanças de encontrar lá um belo protector solar físico e um after-sun que contribuam para uma espécie de bronzeado minimamente uniforme. Normalmente fico so com umas marcas estranhas nos limites do fato de banho.

    • Maria
      June 24, 2013

      ADORO a Organii! depois partilha dicas de produtos**

Leave a Reply

Últimos artigos

Últimos comentários